Não é novidade que o bem-estar dos funcionários está relacionado ao aumento do desempenho em ambientes de trabalho. Neste texto, vamos falar como a arquitetura corporativa pode aumentar a produtividade?

Antigamente, era comum que os gestores pensassem que o fator salarial era determinante para manter um colaborador na empresa.

Claro que muitas pessoas se mantêm no emprego por conta da questão financeira, mas se elas estiverem satisfeitas no ambiente de trabalho, certamente, serão mais produtivas, o que é um ganho considerável para empresa tanto em relação ao retorno financeiro quanto à identidade perante aos clientes e o mercado na qual está inserida.

Sabendo dos benefícios de um ambiente de trabalho pensado de forma funcional e de acordo com as necessidades dos colaboradores, cada vez mais as empresas têm investido em ambientes corporativos mais agradáveis, modernos e funcionais.

Um exemplo disso é a sede do Buzzfeed, um dos portais mais populares da internet, em Nova Iorque, o ambiente é mais informal, com salas de reunião transparentes, estações de trabalho para equipe editorial, área de descanso, entrada de luz natural e pontos de distribuição de luz direta e indireta, o que se garante uma configuração ideal para garantir a saúde dos funcionários.

O Buzfeed aposta em um escritório com aspecto informal e descontraído, com estações compartilhadas e salas de reunião com paredes de vidro, o que denota transparência nas atividades.

O Buzfeed aposta em um escritório com aspecto informal e descontraído, com estações compartilhadas e salas de reunião com paredes de vidro, o que denota transparência nas atividades.

Essas propostas acabam fazendo com que os profissionais acabem se envolvendo mais com a empresa. É aí que entra como a arquitetura corporativa pode aumentar a produtividade.

Tendência do Fun Design

Uma tendência que tem sido bastante observada na arquitetura corporativa é o Fun Design, que é a capacidade de criar ambientes que parecem ilusões. Isso faz com que haja o estímulo da criatividade e também o envolvimento dos colaboradores.

O Fun Design é uma expressão que significa “estilo engraçado ou divertido” e está cada vez mais sendo usado na arquitetura, decoração, moda, design de produto e etc. Os ambientes em que possuem como identidade o Fun Design são marcados pela presença de cores vibrantes, frases, estampas e objetos que dão a sensação de ilusão.

Além disso, esses ambientes possuem a capacidade de transportar a pessoa para um universo específico, construindo todo um contexto de relaxamento e envolvimento.

Nos ambientes corporativos, esse tipo de decoração vem sido usada principalmente em empresas de tecnologia, como forma de despertar nos colaboradores a criatividade e inovação.

No escritório do Google em Tel Aviv, Israel, por exemplo, no lugar de escadas foi colocado um tobogã.  Já na sede do Facebook, na Califórnia, os colaboradores contam como uma área externa para andar de patins, skate e bicicleta. Eles ainda têm uma mesa de som para descontrair o ambiente.

O Google sempre foi reconhecido como uma empresa à frente do seu tempo. No escritório de Te Aviv, a escada foi substituída por um tobogã e uma vista maravilhosa com decoração marítima.

O Google sempre foi reconhecido como uma empresa à frente do seu tempo. No escritório de Te Aviv, a escada foi substituída por um tobogã e uma vista maravilhosa com decoração marítima.

Em ambientes corporativistas mais formais e que ainda possuem um grande apelo à sobriedade, o Fun Design ainda não é muito difundido.

Entretanto, sabendo de como a arquitetura corporativa pode aumentar a produtividade e influenciar no rendimento e no estímulo mental do funcionário, espera-se que essa mudança no ambiente de trabalho ocorra cada vez com mais força.

A valorização da arquitetura sustentável

Se o seu ambiente corporativo não permite inovações tão grandes como o Google e o Facebook, uma boa alternativa para envolver os colaboradores são projetos de arquitetura corporativa que valorizem a sustentabilidade.

O uso de materiais rústico, como a madeira de demolição e a priorização da entrada de luz natural pela utilização do vidro são medidas simples de serem aplicadas em um ambiente de trabalho.

A presença de plantas também é uma forma de decoração e trazer vida ao ambiente, além de fazer com que o ar fique mais saudável de ser respirado. O ideal é que em ambientes corporativos se tenha plantas fáceis de cuidar.

Um paisagista deve indicar quais as melhores espécies e projetos de acordo com o espaço disponível.

O uso de luz natural e iluminação de LED são medidas fáceis de agregar em um projeto de arquitetura corporativa e ainda ajudam a economizar. A presença de plantas deixa o ambiente vibrante e melhora a qualidade do ar.

O uso de luz natural e iluminação de LED são medidas fáceis de agregar em um projeto de arquitetura corporativa e ainda ajudam a economizar. A presença de plantas deixa o ambiente vibrante e melhora a qualidade do ar.

O uso do layout do tipo open space, onde os setores se integram é uma forma de favorecer a proximidade e interação entre todos os colaboradores. Dessa forma, se consegue uma maior comunicação entre as equipes.

Em espaços como esses é comum que gestores e colaboradores trabalhem lado a lado, o que favorece para que erros sejam rapidamente identificados e corrigidos. Da mesma forma, acertos também podem ser reconhecidos com maior facilidade.

Vale ressaltar que para fazer o planejamento de um ambiente corporativo é preciso levar em consideração a função e os trabalhos exercidos na empresa.

Agora que você já sabe como a arquitetura corporativa pode aumentar a produtividade, agregue esses benefícios à sua empresa. Acesse o site da T2 Arquitetura e Engenharia Corporativa e solicite um orçamento!