Escritório com decoração industrial

Ambientes corporativos são, muitas vezes, os locais que os trabalhadores passam bastante tempo. Por isso, neste texto vamos falar sobre a ergonomia para arquitetura corporativa.

Para facilitar a rotina de trabalho em escritórios, há equipamentos ergonômicos que deixam as condições de trabalhos melhores e mais confortáveis.

Esses equipamentos nada mais são que móveis que podem ser regulados, seja em relação à altura, postura, melhora a visualização e entre outros fatores.

Com isso, o profissional pode realizar sua tarefa com mais conforto e com menos riscos de desenvolver lesões ou doenças ocupacionais.

A importância da ergonomia para arquitetura corporativa

A ergonomia é uma forma de ajustar a relação entre as condições laborais o trabalhador, o que faz com que ele possa desenvolver seu trabalho de maneira produtiva, confortável e segura.

Quando a ergonomia é aplicada corretamente há a contribuição do cansaço e também a prevenção de lesões em longo prazo, o que consequentemente aumenta a produtividade do trabalhador em seu ambiente de trabalho.

A NR-17 estabelece uma série de padronizações e exigências que possuem por objetivo reduzir o s riscos de acidentes de trabalhados e doenças ocupacionais decorrente de esforço repetitivo, má postura, levantamento de carga pesada e entre outros.

Isso quer dizer que toda empresa deve possuir a ergonomia implantada. Assim, é essencial compreender esse fator em seu projeto de arquitetura corporativa.

A seguir, confira 5 equipamentos de ergonomia para arquitetura corporativa:

1. Cadeiras ergonômicas

As cadeiras ergonômicas estão presentes na maioria dos projetos de arquitetura corporativa devem seguir o formato natural do corpo para o maior conforto e também evitar lesões decorrentes da má postura.

As cadeiras ergonômicas estão presentes na maioria dos projetos de arquitetura corporativa devem seguir o formato natural do corpo para o maior conforto e também evitar lesões decorrentes da má postura.

As cadeiras ergonômicas estão presentes em todos os escritórios. Um dos principais objetivos desse tipo de cadeira é reduzir lesões nas costas.

De acordo com os princípios da ergonomia, o mobiliário ergonômico segue o formato natural do corpo e, dessa forma, fornece o suporte necessário para o quadril, lombar, costas e braços.

Assim, é comum encontrar cadeiras ergonômicas que imitam a curva “S” de nossa coluna vertebral. Este tipo de cadeira é pensado para ajudar na prevenção de lesões.

Outra vantagem da cadeira ergonômica é permitir que seja feito o ajuste de acordo com a adaptabilidade de diferentes funcionários. É possível ajustar fatores como a altura dos assentos, altura dos braços, inclinação do encosto e entre outros.

2. Mesas reguláveis

Ao considerar a ergonomia para arquitetura corporativa vale a pena apostar em mesas reguláveis, que possuem a comodidade de se adaptar conforme a necessidade e desejo do colaborador.

Ao considerar a ergonomia para arquitetura corporativa vale a pena apostar em mesas reguláveis, que possuem a comodidade de se adaptar conforme a necessidade e desejo do colaborador.

As mesas reguláveis são extremamente úteis em escritórios que fazem o compartilhamento de postos de trabalho.

Uma mesa regulável também permite que o profissional faça seu trabalho em pé.

Como se sabe, a maior parte dos colaboradores de ambientes corporativos passa a maior parte do tempo sentado. Estudos já mostraram os benefícios de fazer a alternância entre sentado e em pré em um dia de trabalho.

Com uma mesa regulável é possível criar esse hábito e ter um ambiente de trabalho mais saudável.

3. Apoio para punhos

O apoio para punhos é essencial para prevenir a Lesão por Esforço Repetitivo (LER) e outras doenças que podem acometer quem passa horas digitando.

O apoio para punhos é essencial para prevenir a Lesão por Esforço Repetitivo (LER) e outras doenças que podem acometer quem passa horas digitando.

A base de apoio para punhos é essencial para quem passa horas digitando.

Isso porque, posicionar as mãos e os punhos de forma correta previne lesões como a Lesão Por Esforço Repetitivo (LER). É preciso manter uma postura correta em que o teclado e o mouse estejam próximos a você, os punhos se mantenham retos e os cotovelos façam um ângulo de 90 º.

A base de apoio para punhos é construído de um material que oferece maciez e conforto e permite que o trabalhador mantenha a postura das mãos e punhos enquanto digita.

Há apoio para punhos de diversos tamanhos. Entretanto, o ideal é que eles se estendam atéw o mouse.

4. Suportes de tela

O suporte de tela faz com que o monitor fique na direção dos olhos, o que facilita o trabalho.

O suporte de tela faz com que o monitor fique na direção dos olhos, o que facilita o trabalho.

Os suportes de telas podem ser para notebook ou para monitores.

Para notebooks, o aparelho é suspenso para ficar na altura dos olhos. Assim, é preciso ter um teclado e mouse usb para que os punhos não sejam prejudicados.

Já o suporte para monitores são semelhantes ao usados para fixar a TV na parede.

Alguns deles incluem dobradiças que permitem que a tela seja virada ou trazida para a frente, conforme a necessidade.

5. Apoio para pés

O apoio para os pés é essencial para se manter a boa postura no ambiente de trabalho. Na ilustração é possível ver claramente os benefícios desse equipamento.

O apoio para os pés é essencial para se manter a boa postura no ambiente de trabalho. Na ilustração é possível ver claramente os benefícios desse equipamento.

Muita gente não sabe, mas a posição correta ao sentar requer que a planta dos pés estejam 100% apoiadas em um superfícies.

Ou seja, é prejudicial para sua postura ficar com os pés balançando ou somente com a ponta dos pés no chão.

Vale ressaltar, que as costas e região lombar precisam estar apoiadas corretamente na cadeira, de forma que se mantenha uma postura ereta. Se for preciso projetar as costas para frente para apoiar os pés no chão a postura irá ser prejudicada.

Para isso, ter um apoio para os pés é o ideal para adequar a postura e deixar a articulação dos joelhos em um ângulo de 90º.

A parte inferior das pernas não pode ser curvada para dentro. O apoio correto para os pés garante a boa circulação nas pernas, o que evita o aparecimento de varizes, formigamentos, fadigas musculares, dores nas costas e lesões em longo prazo.

Agora que você já sabe os equipamentos que deve ter para garantir a ergonomia para arquitetura corporativa,  acesse o site da T2 Arquitetura e Engenharia Corporativa e solicite um orçamento!