A Herman Miller Aeron é uma cadeira conhecida e aclamada por aliar ergonomia e design. Essa cadeira possui mais de 20 anos de história e continua fazendo sucesso em diversos escritórios mundo afora.

Herman Miller: sinônimo de mobília moderna

A Herman Miller é conhecida internacionalmente e referência em design de móveis. A empresa possui como diferencial a combinação de ideias como design autêntico, construção ecológica, fabricação enxuta e modernismo americano.

A história da empresa teve início em 1905 em Michigan, nos Estados Unidos. Inicialmente a empresa era conhecida Michigan Star Furniture Company.

Em 1919, D.J. Pree é empossado presidente da companhia. Quatro anos mais tarde, a empresa é renomeada como Herman Miller, uma homenagem ao sogro de D.J. Pree que possibilitou a realização do empreendimento.

O sucesso da Herman Miller é justificado, em grande parte, pela nomeação de George Nelson como primeiro diretor de design. Ele foi responsável por convidar Charles e Ray Eames para se juntar ao time da empresa. Os dois nomes são conhecidos como os designers americanos mais importantes do século XX.

charles e ray eames

Charles e Ray Eames são dois grandes nomes do design de móveis

Outro evento que explica o sucesso da empresa é o nomeação, em 1960, de Robert Propst como presidente da Herman Miller Research Corporation. O designer foi responsável, entre outras coisas, por criar o sistema Action Office. A criação do sistema foi uma resposta a configuração de escritório corporativo da época que, segundo Propst, bloqueava o talento dos trabalhadores.

O Action Office repensava a configuração dos escritórios em plano aberto e introduzia uma nova ideia sobre mobiliário de escritório. Propst criou um conceito de design que busca entender como as pessoas trabalham para melhor atendê-las. Graças ao sistema Action Office, a Herman Miller transformou o local de trabalho, e, em consequência, a indústria de móveis. Em pouco tempo, a empresa tornou-se líder em assentos ergonômicos.

Entre os colaboradores da Herman Miller, destacam-se nomes como Alexander Girard, Isamu Noguchi, Bill Stumpf, Ayse Birsel, Doug Ball, entre tantos outros.

A cadeira Herman Miller Aeron

Outro acontecimento que alçou a Herman Miller ao posto de líder em design de móveis foi a criação, em 1994, da cadeira que ficaria conhecida internacionalmente como um dos maiores sucessos da empresa.

A  Herman Miller Aeron nasceu como uma colaboração entre os designers Don Chadwick e Bill Stumpf. Na visão de Don Chadwick, a Aeron introduziu uma nova tecnologia que mudou a maneira como uma cadeira é vista e utilizada.

Especialistas em design consideram a Aeron a cadeira mais icônica do mundo e responsável por introduzir um pensamento de design focado no ser humano. Além disso, a cadeira é vista como uma combinação perfeita de desempenho e design.

As inovações da Aeron

Entre os diferenciais da cadeira Herman Miller Aeron, destaca-se o fato de que ela dá suporte aos diversos movimentos realizados no dia-a-dia. A ergonomia é, sem dúvida, uma das principais preocupações da Herman Miller.

Acima de tudo, a cadeira representou uma revolução em diversos sentidos. Pesquisas realizadas por Stumpf e Chadwick sobre tecidos que “respiram” possibilitaram a utilização de uma malha conhecida como “Pellicle”. Entre os benefícios da malha, destaca-se o fato de que ela dá suporte e se adapta confortavelmente aos diversos tamanhos e formas. Além disso, a malha com pequenos furos possibilita que o ar passe pela tela e circule.

Os designers também introduziram a ideia de tamanhos diferentes de assentos para tornar a Aeron mais democrática e confortável para diferentes tipos de corpos. A Herman Miller denominou os tamanhos da Aeron de A, B e C.

Além da inovação em relação ao tamanho, os designers se atentaram a duas características importantes para proporcionar maior conforto para os trabalhadores: a circulação e a inclinação. Tais características fizeram com a cadeira passasse a ser denominada como um “assento de performance”.

Outra novidade apresentada pela Herman Miller foi o que alguns especialistas denominam como “desmaterialização do objeto”. Diferentemente de outras cadeiras consideradas de alta performance, a Aeron é mais leve. Tal característica reduz o impacto ambiental, uma preocupação, segundo a Herman Miller, constante da empresa. Seus produtos são quase totalmente recicláveis.

Segundo reportagem publicada pela revista Forbes foram vendidas em 134 países diferentes, 7 milhões de unidades da Aeron.

Personalidades como Barack Obama e o cantor Pharrel Williams, já declararam ser fãs da Herman Miller Aeron.

A cadeira foi premiada como Design da Década e e faz parte do acervo do Museu de Arte Moderna (MoMA, na sigla em inglês) de Nova Iorque.

A nova Aeron

Em 2016, a Herman Miller convidou o designer Don Chadwick para remasterizar a Aeron. O objetivo era fazer com que a cadeira se adequasse a nova realidade do mundo do trabalho.

A nova Herman Miller Aeron é resultado de intensas pesquisas sobre a ciência de se sentar, materiais e tecnologia. Apesar disso, algumas características que funcionavam na versão anterior da Aeron se mantiveram inalteradas. A iconografia, a estrutura, a base e as peças fundidas permaneceram.

O  que mudou

Ao todo foram realizadas 12 mudanças na Aeron como, por exemplo, a remoção de componentes químicos como uretano, neoprene e cloreto de metileno.

O conforto é, assim como na versão anterior, uma das principais características da Herman Miller Aeron. A estrutura do encosto da cadeira foi repensado, beneficiando também a lombar. Segundo a gerente de produtos da Herman Miller Brasil, Paula Zajar, a nova versão possibilita que o usuário permaneça com a coluna em formato de S, mesma postura quando se está de pé. Além disso, a cadeira conta com almofadas ajustáveis que proporcionam suporte à lombar e estabilizam a base da coluna.

O grande diferencial da nova Herman Miller Aeron é, segunda a fabricante, a ergonomia perfeita alcançada através da tecnologia PostureFit. Tal tecnologia permite a posição considerada ideal , ou seja, peito aberto, ombros para trás e pelve levemente inclinada para frente.

nova cadeira Herman Miller Aeron

A mobilidade também foi aperfeiçoada com a criação de oito zonas com diferentes tipos de tensão nas telas do assento e do encosto.

O mecanismo Tilt, que ajusta o equilíbrio, a postura e a altura da cadeira, também recebeu melhorias na nova versão da Aeron. Para realizar um ajuste perfeito eram necessários, segundo especialistas, até 52 movimentos. Entretanto, com a nova versão é necessário realizar apenas 13 movimentos.

Além da regulagem da altura e do ângulo, já presente na versão anterior, é possível regular os braços da Herman Miller Aeron. Com esta novidade, o usuário será capaz de se aproximar da mesa de trabalho.

Novas cores e materiais

A nova cadeira também inova na cartela de cores disponíveis. Na versão anterior, a peça era produzida apenas na cor grafite. Agora, é possível encontrar a nova Aeron em tons minerais e carbono.

Os materiais utilizados para a fabricação da Aeron foram repensados. Além do alumínio que já estava presente na versão anterior, a Aeron também é produzida em náilon, material antirriscos.

A nova Aeron, nas palavras de Chadwick, vai redescobrir uma nova geração de usuários e se tornar uma peça atemporal.

Se você está pensando em construir ou reformar o seu escritório, consulte a T2 Arquitetura e Engenheira Corporativa e confira nossos serviços!