Em ambientes como em consultórios e clínicas, cada detalhe é capaz de interferir na sensação e na percepção do mesmo. A arquitetura tem relação crucial com essa questão, que pode ser tanto desconfortável e tensa, quanto muito produtiva e acolhedora. Tudo irá depender de como foi realizado o planejamento e o projeto deste ambiente, incluindo a eficácia dos procedimentos e tratamentos, podendo ser sempre influenciada pela maneira com que as pessoas se sentem em determinados lugares.

Os profissionais da saúde que querem possibilitar os melhores efeitos e resultados, assim como lançar a sua marca com reconhecimento no mercado, precisam escolher com muita atenção e cautela os responsáveis pelo projeto e estar apto para acompanhar todas as etapas, para conseguir encontrar e tomar decisões assertivas para o lugar onde eles mesmo são os grandes especialistas.

Leia também: Conheça 10 cadeiras ideais para escritórios corporativos

A mudanças, reformas e substituições em clínicas e consultórios, muitas vezes, exige o conhecimento do próprio profissional que estudou sobre o assunto.

Você pode e deve colaborar para as melhorias!

Você pode e deve colaborar para as melhorias!

Por isso, deve-se ter uma troca de informações entre o arquiteto responsável pelo projeto e o profissional da saúde, que sabe, mais do que ninguém, quais os principais requisitos da sua profissão.

Confira agora algumas dicas que podem te ajudar nesse processo:

1 – Encaixe na agenda do consultório ou clínica

Os seus pacientes precisam e merecem todo conforto possível no decorrer do seu tratamento. E mudanças e reformas no local poderia ocasionar em uma desestabilização dentro do contexto da saúde. Por isso, é preciso pensar e planejar qual o melhor momento para alterações no ambiente. O recomendado, é deixar para épocas que, normalmente, demonstram pouca procura. Mesmo assim, é fundamental ter um equipe eficaz na realização do trabalho.

Lembrando que, você precisa trabalhar com confiança com os seu pacientes e clientes, por essa razão, é importante explicar, contar e deixar claro os procedimentos que serão realizados no ambiente, eles não precisam estar a par de todos os detalhes, mas pelo saber o que está acontecendo para se sentirem incomodados com os possíveis transtornos que uma reforma pode causar.

2 – Recorra por aplicações sobrepostas

Escapar do quebra-cabeça é raramente inevitável. Por isso, quando for possível, para ter mais tempo e diminuir transtornos, busque por opções sobrepostas como componentes portáteis, elementos encaixáveis, painéis de madeira, pisos elevados, etc. Existem vários modelos, tipos, opções e possibilidades para optar e escolher o melhor caminho para a sua empresa.

3- Paleta de cores neutras

A vigilância sanitária exige cores claras para ambientes relacionado a área da Saúde. No entanto, uma combinação constituída em tons neutros auxilia na tranquilização de momentos de euforia que alguns pacientes podem vir a demonstrar.

Há possibilidades de passar tons pastéis nas paredes e cores claras no pisos e tetos, o que ajuda, na efetividade da iluminação artificial e transmite sensação de higiene e limpeza.

4 – Mobiliário Confortável

Confortável e ergonômico, esses são os principais requisitos para o mobiliário de consultórios e clínicas. E para que a decisão seja assertiva e correta, é fundamental ter em mãos as dimensões do lugar, para prevenir a possibilidade de espaços vazios demais ou apertados.

5 – Objetos familiares

Tenha atenção e cuidado no momento da escolha dos objetos, uma vez que um lugar constituído por elementos típicos e figuras pode ocasionar em desconforto, repulsa e estranhamento. Por exemplo, em uma clínica de odontologia, a exibição de imagens de cirurgia e de próteses só servem para deixar os pacientes ansiosos e nervosos.

Use e abuse de objetos familiares aos pacientes

Use e abuse de objetos familiares aos pacientes

Dessa forma, opte por objetos mais familiares e neutros, que se distancie do clima de médico-hospitalar, como plantas, quadros com paisagens ou frases motivantes, entre outros elementos. Vale a pena lembrar, o objetivo é desenvolver um lugar humanizado!

6 – Elementos vivos

Como foi citado acima, flores e plantas naturais, no posicionamento e quantidade apropriada, são boas opções e soluções.

Elas trazem vida para o ambiente, embelezando o lugar e purificando o ar. Criam um contato mais orgânico, constituído no cuidado humano, transparência e leveza. De maneira indireta, as plantas e flores demonstram que se o estabelecimento ou o profissional teve a capacidade de cuidar e cultivar elas com sucesso e sensibilidade, então, este também está apto e pronto para cuidar e tratar os seres humanos.

7 – Iluminação no ponto e medida certa

A iluminação tem a possibilidade de causar desconforto ou acolhimento e bem estar, deslize e precisão, estresse ou calma. Por essa razão, a iluminação precisa ser estrategicamente projetada  em vários locais da clínica, com total respeito às regras específicas para cada tipo de procedimento realizado no espaço.

Por exemplo, na sala de espera, a utilização de lâmpadas com uma temperatura menor, entre 2.700 a 3.000 k, auxilia a promover uma sensação de conforto e relaxamento, nomeado de conforto lumínico.

Importante lembrar que, para um efeito mais eficaz, é necessário, além de luzes apropriadas, quando possível deve-se aproveitar a luz natural do dia.

8 – Regule a comunicação visual

É muito importante citar que, a renovação de uma clínica ou consultório tem estar conversando com a identidade da sua empresa, da sua marca.

Ou seja, a iluminação, formas, texturas, cores e outras possíveis variáveis precisam estar em conformidade com o padrão desenvolvido para lançar e posicionar o negócio no mercado. É nesse momento que, faz grande diferença, ter um planejamento estratégico.

9 – Consulte seus colaboradores e pacientes ou clientes

Afinal de contas, qual o real objetivo de realizar uma reforma, alterações e mudanças se não for para melhorar, atualizar e trazer benefícios para a vida e experiência daqueles que frequentam e ocupam o lugar regularmente?

Faça uma pesquisa de satisfação com o seu paciente

Faça uma pesquisa de satisfação com o seu paciente

A opinião e pensamento de colaboradores e pacientes deve ser de grande importância para encontrar soluções e decisões funcionais e efetivas, assertivas e coerentes com a clínica ou o consultório de um modo geral. Por isso, antes de iniciar a obra ou até mesmo antes de começar o planejamento da reforma, colete e relacione os principais pontos levantados pelos frequentadores do espaço e pela sua equipe de trabalhadores.

É importante lembrar que, os colaboradores são o principal ponto para sua marca funcionar e os seus clientes são a sua melhor estratégia de marketing, por isso é relevante levar em conta as sua opiniões. E aí, gostaram das dicas? Deixe seu comentário abaixo!