espaço de coworking

Coworking tem sido um espaço de trabalho muito procurado nos últimos anos. Por ser uma opção mais acessível em comparação a uma sala comercial, o coworking se popularizou e ganhou a preferência de profissionais liberais e freelancers. Neste artigo, abordamos como funciona uma empresa de coworking e os serviços oferecidos por ela.

Como o coworking surgiu

O termo coworking foi criado originalmente em 1999 pelo designer de games, Bernie de Koven. Ele criou o termo para definir um espaço digital, “uma espécie de extensão do trabalho no ambiente online”.

Anos mais tarde, em 2005, Brad Neuberg e dois empreendedores criam na Califórnia, o primeiro espaço de coworking.

Ao ser empregado por Brad e seus amigos, o termo coworking passou por algumas modificações. Primeiramente, o termo foi criado para caracterizar um espaço digital, porém em 2005, ele passou a ser utilizado com a finalidade de definir um espaço físico colaborativo.

O coworking é um espaço criado para atender às necessidades de pessoas que precisam de um espaço de trabalho que estimule a eficiência e criatividade.

Ao criar o primeiro coworking, os empresários americanos desejavam estabelecer um espaço que possibilitasse interações e o compartilhamento de experiências com o objetivo de gerar oportunidades de negócios.

Atualmente, o coworking é um local onde diferentes empresas e profissionais compartilham o mesmo espaço de trabalho. Geralmente, este tipo de serviço é procurado por profissionais liberais (jornalistas, designers, por exemplo) que trabalham remotamente e que não gostam muito da ideia de trabalhar em casa (home office).

De acordo com o Censo Coworking Brasil 2018, existem 1.196 espaços de coworking no país. Esses espaços atendem mais de 200 mil pessoas.

Como funciona um espaço de coworking

Se você se interessou pela ideia de trabalhar em um espaço de coworking, vai gostar de saber que as empresas oferecem uma gama variada de serviços e será muito fácil encontrar um que atenda às suas necessidades. Abaixo especificamos os principais serviços que as empresas oferecem.

Escritório compartilhado

Os espaços de escritório compartilhados são o carro chefe de empresas de coworking. Esses ambientes contam com mesas compartilhadas e você não tem um lugar fixo, mas a garantia de que terá um lugar.

Geralmente, equipes de uma mesma empresa escolhem a mesma mesa para trabalhar. Porém, é possível encontrar também mesas sendo compartilhadas por diferentes profissionais.

A dinâmica funciona de maneira muito simples, você escolhe o seu a sua mesa e começa a trabalhar. Vale ressaltar que esses escritórios compartilhados contam com pontos de energia com várias tomadas. Sendo assim, é importante não esquecer de levar o seu próprio notebook. Além disso, esses espaços contam também com cadeiras ergonômicas.

Além do mobiliário corporativo, esses espaços possuem acesso a internet (Wi-Fi), cozinha, lockers individuais (armários) e salas de reunião, ou seja, toda estrutura necessária para você chegar e só pensar em seu trabalho.

O serviço de escritório compartilhado é muito procurado por profissionais que gostam de interagir com outras pessoas e buscam aumentar a sua rede de contato profissional.

Os preços das salas compartilhadas variam muito, dependendo da empresa e da região escolhida. É possível encontrar pacotes mensais de escritórios compartilhados de R$ 450 até R$ 1.800.

escritório compartilhado

Salas privativas

As salas privativas são ótimas opções para quem precisa de maior privacidade. Você encontrará diferentes possibilidades de salas privativas, com variação de tamanho e de preços.

Geralmente, as salas privativas em espaços de coworking são procuradas por pessoas que desejam ter a tranquilidade e a comodidade de um escritório privativo sem ter que arcar com os custos envolvidos para alugar um espaço próprio (internet, IPTU, água, condomínio, entre outros).

Além do custo reduzido, para contratar esse serviço quase não existe burocracia em comparação à burocracia envolvida no processo de alugar uma sala comercial.

Ao contratar o serviço de sala privativa, o profissional também poderá circular e utilizar as áreas comuns como os escritórios com mesas compartilhadas.

Assim como no caso dos escritórios compartilhados, os valores dos pacotes de serviço de salas privativas são variáveis. Em uma cidade como São Paulo, por exemplo, os pacotes mensais custam, em média, R$ 900 (dois lugares), no entanto os valores costumam aumentar bastante dependendo da região ou de quanto cool é o local escolhido!

sala privativa

Salas de reunião

O serviço de sala de reunião é uma ótima opção para quem realiza reuniões periódicas com clientes, prestadores de serviço ou parceiros.

Assim como no caso dos escritórios compartilhados, a dinâmica de funcionamento é simples: o profissional agenda o espaço por hora, dia ou mês.

Da mesma forma que os outros espaços, as salas de reunião em espaços de coworking possuem tamanho variado. Algumas chegam a comportar tranquilamente mais de 20 pessoas.

Além da estrutura básica (espaço), algumas empresas de coworking também oferecem equipamentos para a realização de apresentações e slideshows.

Vale ressaltar que as salas de reuniões são espaços muito procurados e por isso uma dica importante é agendar o uso com bastante antecedência, se possível.

Para o aluguel de uma sala de reunião pelo período de uma hora, as empresas costumam cobrar, em média, R$ 100.

coworking sala de reunião

Salas de treinamento

As salas de treinamento também configuram outro tipo de serviço oferecido por empresas de coworking. Elas possuem estrutura completa para a realização de workshops, treinamentos e eventos corporativos.

Como nos outros casos citados, as salas de treinamento possuem tamanho variado e algumas empresas de coworking permitem que o espaço seja personalizado.

Além da estrutura básica, as salas possuem acesso a internet (Wi-Fi), equipamentos multimídia, e, em alguns casos, serviço de copa, coffee break e recepcionista.

Os valores variam de acordo com o número de participantes. Por exemplo, a reserva de uma sala de treinamento para 30 participantes com Wi-Fi, ar condicionado e projetor custa, em média, R$ 650. Já uma sala para 50 participantes custa, em média, R$ 700.

As empresas de coworking contam também com o serviço de aluguel de auditório. A reserva de um espaço para 100 pessoas com projeção e som e banheiros custa, em média, R$ 1.000.

sala de treinamento

Outros serviços

Além dos serviços citados acima, é importante destacar que as empresas de coworking contam com serviços operacionais. Copa, equipe de limpeza, recepcionista, motoboy e impressão são alguns dos serviços oferecidos. Sendo assim, ao trabalhar em um espaço compartilhado você poderá desfrutar de uma grande variedade de serviços.

No entanto sempre vale ressaltar que nem sempre é a melhor opção para sua organização. Se você é uma organização já estabelecida que precisa passar uma imagem sólida no mercado, um escritório corporativo com a alma de sua organização e com design pensado nas soluções que a empresa necessita pode ser a melhor opção.