A cadeira de escritório é tão importante quanto o colchão que dormimos. Isso porque, é nela que o trabalhador vai passar boa parte do seu dia enquanto estiver no escritório.

Dessa forma, é imprescindível que a cadeira seja ergonômica. A ergonomia nada mais é a aplicação de elementos de trabalho para o ser humano, de modo a gerar o bem-estar do trabalhador e, consequentemente, incidir em sua produtividade.

Ter uma cadeira de escritório é essencial não apenas para o conforto mas, em longo prazo, para a saúde do trabalhado.

Uma cadeira que não seja regulável pode ser responsável por problemas de postura que são responsáveis frequentemente por afastamentos no trabalho.

Como escolher as cadeiras de escritório para a sua empresa

Fizemos um guia do que atentar na hora de escolher as cadeiras para sua empresa. Confira:

1. Atenção à qualidade

No mercado, há diversos tipos de cadeiras e, como qualquer produto, há aquelas que são de boa ou de má qualidade.

É essencial analisar os componentes e espessuras das chapas de metais que fazem parte da cadeira. Se for um material frágil, descarte essa opção.

Sente e experimente a cadeira por um tempo. Forçar o encosto é uma forma de comprovar a resistência. A base giratória também merece atenção, pois é elas que vão dar estabilidade à cadeira.

A qualidade do acabamento (pintura, costura e modo que os componentes são fixados) também deve ser avaliada, pois está relacionado com a impressão que as cadeiras vão dar ao seu escritório.

2. A ergonomia

A ergonomia deve ser escolhida de acordo com a função que a cadeira será usada.

As regulagens precisam permitir que os braços, pernas e coluna estejam alinhados com os encostos.

O ideal é que os joelhos formem um ângulo de 90 graus com o chão, ou seja, a perna não pode ficar pendurada e os pés precisar estar totalmente apoiados no chão.

A ergonomia da cadeira de escritório é o principal ponto que deve ser ponderado para a escolha.

A ergonomia da cadeira de escritório é o principal ponto que deve ser ponderado para a escolha.

Os antebraços devem ficar apoiados nos braços da cadeira para que a digitação seja feita de forma confortável sem prejudicar os pulsos.

O ideal é que as cadeiras tenham diferentes regulagens para que possam se adaptar aos diferentes biotipos, sendo confortável para todos.

3. Atente ao perfil dos trabalhadores

As cadeiras devem ser escolhida de acordo com o perfil dos trabalhadores de diversos departamentos.

Por exemplo: Há modelos diferenciados para presidentes, gerentes, secretárias, atendente de telemarketing, interlocutores, etc.

Peça ajuda do vendedor de mobiliário corporativo para escolher as melhores opções para seus colaboradores.

4. O preço

O preço é um fator importante na hora de escolher o mobiliário corporativo. Entretanto, muitos gestores cometem o erro de escolher pelo mais barato, o que pode acabar trazendo prejuízos.

Isso porque, as cadeiras mais baratas frequentemente não possuem a ergonomia para dispor do conforto adequado para os colaboradores.

O conforto e bem-estar do móvel deve ser considerado ao avaliar seu custo benefício.

O conforto e bem-estar do móvel deve ser considerado ao avaliar seu custo benefício.

A qualidade dos componentes também costuma ser inferior, o que faz com que elas não tenham uma boa durabilidade,

Assim, certamente será mais vantajoso comprar uma cadeira mais cara e que traga maior benefício em relação à produtividade dos colaboradores e também que dura muitos anos.

Portanto, fazer o teste na regulagem e simular formas de utilização na loja é ideal para definir o custo-benefício adequado para a compra da cadeira.

Vale a pena comprar uma cadeira de escritório usada?

É comum vermos cadeiras de escritórios usadas para venda. Isso ocorre, principalmente, quando empresas fecham e precisam vender seu mobiliário.

Comprar cadeiras e demais móveis usados pode e não pode ser um bom negócio.

É importante analisar por quanto tempo o móvel foi usado e testar seus componentes. Por exemplo: Verificar se as peças de metal não estão enferrujados, o estofado está em perfeitas condições, a regulagem e a rolagem está funcionando corretamente e entre outros fatores.

É preciso atentar para a procedência e qualidade da cadeira de escritório usada.

É preciso atentar para a procedência e qualidade da cadeira de escritório usada.

Assim como deve-se fazer com um produto novo, é preciso fazer vários testes de uso com a cadeira antes de fechar negócio.

A cadeira de escritório pode ser comprada também para ser reformada. Nesses casos, é importantíssimo buscar profissionais qualificados para fazer essa reforma.

Como grande vantagem de adquirir um móvel usado, certamente está a de ter um móvel de qualidade por um preço inferior. Entretanto, lembre-se que este móvel não vai ter a garantia que teria um comprado novo.

Portanto, é essencial avaliar todos os fatores e o custo benefício antes de fechar o negócio de compra de cadeiras de escritório usadas.